terça-feira, julho 17, 2007

Um dia feito quase dez anos atrás.

Um erro muito frequente é confundir metáforas.
Outro erro muito frequente é procurar metáforas onde elas não existem.
Mas de erro em erro a galinha enche o papo.
Lembro de quando eu tinha 16 [como na música] e algumas coisas eram muito diferentes do que são. O que me incomoda hoje é o que não mudou.
E percebo que tudo está diferente, mas lá dentro, onde às vezes eu tenho medo de olhar, aquele quebra cabeça sujo está do mesmo jeito.
Cada peça está em um lugar que não deveria estar.
Algumas coisas devem se tornar ferramentas, mas eu tenho que ser quase lúdico, quando tento falar de mim.
Parte é medo. Parte é preguiça. Parte é porque tem tantos pedaços soltos e estragados que fica difícil lembrar de todos.
E quando eu digo que eu sangro, que luto, que procuro a exaustão e a dor, o erro acima dito se repete.
Não procure pelo lado bom, supondo que ele existe. Às vezes um charuto é só um charuto.

6 comentários:

Anônimo disse...

Às vezes...
... é necessário enxergar o não visto pelos olhos...
... e sentir com outros sentidos...
... e pedir ajuda quando nenhum sentido nos ajuda a ver...
O charuto pode ser apenas um charuto, mas há intenção ao se ver o charuto como mero objeto de uso.
...rs, às vezes me perco com as palavras, esqueço que elas podem ser assim como o charuto, apenas palavras.

*Sub-Woodstock.....! disse...

É verdade...Meu charuto tá caindo e eu tô rindo....

gi . S2 disse...

Não sei se entendi, ou se não entendi...
Mas não adianta ficar se procurando no que vc não é mais...
Eu acho que devemos é saber porque mudamos..Tô certa?E conforme crescemos, nós mudamos pra melhor, sempre adquirindo mais experiências, certo?
Bom, ando enrolada comigo mesmo!

Na verdade eu vim agradecer por sua força!:)
Ando sem tempo pra nada...:/
Mas valeria a pena ganhar uns cascudos, só pra te ver!xD

Beijos Fael!Se cuida menino! :}

Blogue da Magui disse...

Vai levando.Não adianta planejar detalhes mesmo!!!!

The Immature Girl disse...

ah, mas eu sou tão otimista! e se tu for pensar bem... o que é um charuto? tem aquela famosa imagem de um cachimbo e em cima tá escrito: "isto não é um cachimbo"... se não me engano é do magritte... não lembro...
na realidade, aquilo é só o desenho do cachimbo.... por isso a simbologia é tão linda! é uma coisa que representa outra! lindo!
e quanto ao teu post anterior, eu concordo, as pessoas em geral gostam de mascarar seu lado natural (mulheres se depilando, homens se depilando!) mas tudo tem um lado bom, afinal duvido que tu aguentaria tua namorada sem se depilar por 10 dias, hahahahahaha...
tem aquela música que diz:
se vc está sangrando, pare de sangrar,
se vc está suando, pare de suar,
se vc está chorando,
pare de chorar...
e faça algo a respeito!
bjuuusss!!!

Aline disse...

"às vezes um charuto é só um charuto" você diz, mas reclamar da fumaça ou conversar com a pessoa que o porta é escolha, sua.
Você decide se vai se incomodar, conformar-se, aceitar, conviver bem com o charuto.
Você faz suas escolhas e suas escolhas fazem você.
Somos resultado de nossas escolhas, por que não escolher não se incomodar, por que não ver um lado bom? (eu insisto nisso)
bjos