quarta-feira, junho 27, 2007

De dentro do buraco que eu fiz.

Ela ainda está lá, e está porque quem ela veio procurar não está lá. E esse alguém, é claro não sou eu.
Prendo um elástico no braço. A circulação para. Preparo a seringa, e pego a veia certa. A agulha fura a carne, e despeja dentro do meu corpo o primeiro passo.
Agora posso sentir melhor. Coloquei em mim mesmo um remédio que eu mesmo criei, e com esse remédio eu posso sentir tudo muito melhor. Toda a alegria, toda certeza, toda felicidade, toda bondade.
Toda dor.
Agora eu pego uma faca enferrujada e corto meu estômago. Faço um buraco enorme. Enfio a mão dentro da ferida e arranco você de dentro de mim. Arranco e jogo fora. Jogo bem longe.
Agora dói uma dor dos diabos. Uma dor do inferno.
Então eu faço o que qualquer outro homem faria. Chamo uns amigos, e vou para o bar beber, rir e jogar bilhar até o outro dia chegar.

4 comentários:

C_britto disse...

Tanta tristeza nesse sentimento Raffa!
Isso aqui está agarrando meus pensamentos.

Tomar todas cura essa dor?
Ou vai continuar doendo depois da bebedeira?!
Não é melhor deixar doendo enquanto a dor cicatriza..?

Linda noite meu amigo
(e é querido Raffa)

;)

JuH disse...

O.O
Olhos arregalados lendo o seu texto...
E eu achando q era a revoltada... O.O
Meu Deus!!!!
Mas sabe q eu gostei... Tem vezes q é assim mesmo, só arrancando fora o q nos faz mal que melhora a nossa dor! ^^
Nhaa, obrigada por me entender no momento de revolta...

Ah sim, antes q me esqueça... Vc tem 3 blogs!! Pq parou com o primeiro! Hinata friends! ^^ Eu amo Love Hina!!!

Nha q seja, vc deve ter seus motivos! "(
Tô indo comentar no outro!

Bjaum! =*

Blogue da Magui disse...

Toma vergonha...Mulher não vale isso!!! São todas umas manipuladoras e o amor não existe!!!!!!!!!!!!!!!!!!
A menos que tenha sido um pesadelo!

Kelly disse...

Oi! foi vc que escreveu?
Nao entendi mto bem, num sei se isso se deve a complexidade psicopática das tuas palavras ou a minha ignorancia =Pp
hehe
bjx_t+