quinta-feira, agosto 09, 2007

Ecce...

Minhas fontes, minhas perturbações.
Meus desejos mais sublimes!
O retorno dionisíaco. A arte novamente.
Sobre condições ainda inefáveis, imperscrutáveis um beijo aconteceu.
Meu espírito se foi ao sétimo céu, mas ainda assim mantive-me em mim.
Será sempre eu. Será sempre ela.
"Será sempre como eu sou e digo mais, você vai ser muito feliz."
Nunca uma necessidade, nunca um "eu devo". Sempre um "eu quero."
Sempre um "nós queremos."

3 comentários:

Simone disse...

Um brinde às paixões!

Teresa disse...

vixi, coisa boa!

Anônimo disse...

condiçoes im...

heheheeheehehe

boa boa!!!

=]]