segunda-feira, agosto 27, 2007

Caros Amigos

Não. O post não é para nenhum amigo meu.
É sobre a revista esquerdista. Sobre a Veja do PT. Com a diferença que a dos amigos, declara claramente ser esquerdista. Na entrevista com Lázaro Ramos, um dos entrevistadores diz claramente "nós que somos de esquerda e blá-blá-blá e patati-patatá."
Óbviamente, que uma revista com esse cunho político faz sucesso entre os nerds e intelectualóides uspianos, entre afins e genéricos. Engraçado notar, que uma revista, ou um sujeito, "um cidadão respeitável que ganha quatro mil cruzeiros por mês" se dizer de esquerda é considerado ótimo. Você é visto com bons olhos pelos supracitados.
Se declare de direita, e veja o que acontece, se sobreviver à achincalhação. Ler Caros Amigos, Carta Capital te faz cult. Ler Veja e Época te faz um insensível ganancioso; um capitalista de merda, fruto da classe média dominante. Te faz um midiático safado. Um membro da máfia não declarada chamada "Azelite branca."
O que ainda não foi percebido, é que direita e esquerda são a mesma face da mesma moeda [como certa vez o LuízZ citou aqui mesmo nesse blog]. O principal aliado do PT é o PSDB. Seu telhado de vidro é todo escudo que o PT precisa.
Tanto direita quanto esquerda tem seus próprios jargões, seus discursos clichês. A mídia direitista usa um discurso curto, seco e carregado de ironia chata e sem sal feito os caras do Casseta & Planeta. Podem consultar qualquer artigo do Diogo Mainardi, seu expoente máximo talvez.
Já o discurso de esquerda é todo rebuscado, carregado de citações ao cretino do Marx, buscando passar seriedade. Palavras como mídia golpista, jornalhões e apologia a um monte de gente que quase ninguém conhece são sempre a ordem do dia. [afinal que tipo de indie/cult é você, se você não conhece ninguém do underground político?!?!?]. Como exemplo cito Mino Carta.
E para finalizar, digo que toda política é moralista. Apenas invertem a ordem dos valores. E enquanto houver moral, nada de bom virá desse ninho.

5 comentários:

*Luiz.....! disse...

Redundância chamar o Marx de cretino. Não conheço o bastante para xingá-lo, mas mesmo assim o faço (fazemos). Já basta de politicagem sem sentido e tendenciosa. O mundo é dos reaças!!! Mas tem espaço pro Mino Carta e quem quiser leva o Paulo Henrique Amorim de brinde!!!!!

Obs: Reaça: Vagabundo sem noção que fala mal de tudo sem conhecer nada. Não faz parte de nenhuma corrente política. É apenas um troxa que não tem o que fazer!

Inês Rosa disse...

Apenas dando sinal de vida. Rosa da Terra agora está com os links completos! Abraço! Saudades!

C_britto disse...

Raffa,

Moralismos Hipócritas!

Foi isso que você quis dizer não foi?!

Beijooss

Magui disse...

Ainda bem que sou feminista.Atiro pra todos os lados mas sempre em direção ao sitema machista de luta pelo poder e desejo de semrpe provar que não é incompetente ... Freud explica.Sim.

JuH disse...

Sabe, concordo com vc!
Toda essa política q devia ser representada por uma pessoa do povo, acaba sendo elitizada, corrupta e gananciosa... Tudo "farinha do mesmo saco" e o pior é que todo mundo sabe e ninguém faz nada... Revoltante ¬¬

Falar de Marx é o que há de mais cult agora. Um cult q ngm sabe d onde vc, como veio, pq veio. E o pior, ngm nem ao menos sabe se o cult é realmente cult. Qm disse q é cult? Eu hein ¬¬

Filosofando dmaaais xD