terça-feira, dezembro 05, 2006

Um café para todos.

Visitem essas casas.
O labirinto do Gabriel. Parceiro distante. Simplesmente genial.
As rosas de Lucy. Garota Prodígio. Meu robin. (rss)
A casa da Bandida. Moça sincera, mas perigosa. E agora apaixonada...
A casa da palavra de Shakespeare, meio abandonada, mas ainda assim bela (atualize já Iza!!!).
A dona Bia, que agora tem sua moça Coca de Paula. Bem vinda Coca, e cuide bem de sua dona.
Os retratos de Camila. Ela tirou uma foto do meu pé, e o fez escondido. Moça mui sensível.
Dona Alalá, ou pequeno Nietzsche... Acho que estraguei a menina. Ou não. Esperem uma nova resmungona dentro de uns anos...
Dona Natalía, tão sensível...
Nataly, uma garota precoce.
A grande senhoria Feminista, também conhecida como Simone, que faz inveja para a francesa, mulher do Sartre.
E também a todos os outros que passaram por aqui.
Todos possuem grandes talentos com a escrita, e me fazem orgulhoso por conseguir despertar o interesse em vocês para o que escrevo.
Esse não foi amargo. Foi bem doce até. Mas vocês merecem.

2 comentários:

Biazinha disse...

oi raffinha, brigada pelo café... gosto de vc!
beijos

Natália disse...

ah... que café açucarado, meu Deus!
hahaha..
mas assim é bom também.
Adorei o "sensível" ali! ;)