segunda-feira, abril 14, 2008

Clichê

Vamos lá. Caso Isabella Nardoni...
Sim eu sei. Todos estamos de saco cheio de ver o caso na tv. Todos estão chocados com o problema. Todos estão pedindo justiça. Todos estão fazendo o que todos fazem sempre, e isso, confesso me incomoda. Mas tanta coisa me incomoda que acho que nem isso é novidade também... enfim.
O que ando pensando, e não sou só eu, é o seguinte: "hmmm... milhares de pessoas morrem assassinadas todos os dias em todos os cantos do mundo pelos motivos mais banais que existem, e muitas vezes mais sem motivo algum. Porque diabos, a mídia dá tanta atenção para este assassinato em especial?" Como já disse, um monte de gente se pergunta isso, e quando eu faço a mesma pergunta, apenas recebo meu atestado de mediocridade.
Bom, a resposta que tenho de bate pronto é a seguinte.
Se o pai matou ou não, eu não sei, e não vou ficar fantasiando sobre isso. Fato é que a menina morreu, e isso por si só já é tragico. O problema e o que chama atenção, é o fato de que o assassino o fez sem motivo algum.
Quer dizer... porque matar uma garota como ela? Que tipo de mal ela faria?
O cara queria grana? Não. Não houve sequestro.
Vingança contra o pai? Deus, existem mil e uma maneiras de se vingar de alguém!
O problema é esse. Ao não encontrar uma explicação lógica, que satisfaça nossa inquietação, fica no ar a pergunta que nos joga de encontro com o caso: "Se alguém, que nasceu pelado, careca e sem dentes, assim como eu fez isso, sem motivo algum, será que eu também poderia fazê-lo um dia?" Para nos livrarmos de encarar esse tipo de raciocínio, condenamos e xingamos o culpado, ou quem acreditamos que o seja.
Isso fere nosso contrato social, como diria Rousseau talvez, que nos mantém vivos e unidos [???] em sociedade.
Uma única ressalva! Com relação a lógica que pode nos satisfazer, Marcelo Gleiser, físico dos bons uma vez disse num jornaleco ai que não lembro bem qual foi o seguinte: "O Universo está pouco se lixando para o ordenamento lógico que damos para ele"

7 comentários:

DO disse...

Esta pergunta é o grande X da questao,Rafa.
POR QUE ,seja quem fôr,fez o que fez??

abração!!

Andréa disse...

Oiiii
eu fiz esse mesmo questionamento na morte de João Hélio...Ninguém escapa desse mundo louco!
beijo

Andréa disse...

Oiii, Tenha um bom restinho de dia

=)

Jéssica disse...

Eu já me perguntei muito isso também
Deve ter gente sendo morta nesse momento em que vos falo mas isso nao causa tanta polemica quanto o caso da Isabella.
E muito gente é morta sem razão também.
Pra mim esse caso tá tendo a repercussão que tem por causa da midia. Pra mim essas pessoas tão tirando muito proveito pra ganhar ibope
¬¬

Paloma disse...

Ontem eu estava assistindo jornal na sala, quando me irritei (possívelmente com coisa alguma), levantei e ia saindo, minha mãe pediu para eu ficar "daqui a pouco vai passar alguma coisa da Isabella". "Eu sei, mãe, esse é o problema. Eu não agüento mais". Eu sinto pena da menina, porque depois de sofrer tudo o que ela deve ter sofrido, ainda é usada para atrair audiência. Será que nunca vão deixar ela 'descançar em paz'?

Andréa disse...

estava questionando a ultima frase da postagem...quem se importa mesmo?

ps; eu ja estou bebada!

teresa disse...

o nome disso é catarse, e já era praticada na grécia clássica com as famosas tragédias encenadas nas arenas. o importante, nesse caso, é o que o culpado seja punido, para a população se sentir aliviada e expurgada de suas próprias culpas.